prevnext

Os Símbolos do Casamento

Os Símbolos do Casamento

Uma tradição quase tão antiga como a humanidade, repleta de simbologia. Vamos desvendar os símbolos do casamento?

Qual mulher nunca sonhou com seu casamento? É um ponto marcante na vida e uma cerimônia tão antiga e cheia de símbolos. Mudam de país para país, mas alguns são quase internacionais, como as alianças e o vestido branco da noiva.

Mas afinal, qual é a sua função?

Cada um tem um objetivo diferente e serve para eternizar uma promessa de amor e compromisso entre dois seres humanos que se amam verdadeiramente.

As alianças

A sua forma circular não possui princípio nem fim. São uma peça de um elo que une dois corações. Colocam-se no dedo anelar da mão esquerda.

Por que a aliança é colocada na mão esquerda?

Segundo reza uma lenda antiga, o anelar esquerdo tem uma veia que segue direta para o coração, o símbolo da vida e do amor. Por isso é que a aliança é colocada nesse dedo, de forma a mostrar o verdadeiro sentimento de amor.

Por que as noivas usam o véu?

Aquilo que está escondido tem mais valor. O véu esconde a beleza, o romance, guarda a noiva para ser vista primeiro pelo noivo. Significa também uma separação entre a vida de solteira e a vida que agora começa de casada.

O vestido sempre foi branco?

Não. Em tempos antigos o vestido era de vermelho vivo, simbolizando o sangue novo que se trazia para a vida com o casamento. Posteriormente foi mudado para branco, graças a uma moda que surgiu na realeza. Hoje o vestido branco representa a pureza e a castidade.

Os Bem Casados

Os bem casados são um típico doce que adoça a vida. Simboliza uma união doce entre o casal.

O Bouquet

É tradição a noiva atirar o seu Bouquet para as convidadas na hora da despedida. É um gesto serve para espalhar a sua felicidade. Em alguns lugares é costume dizer que a menina que apanha o ramo será a próxima a se casar.

A Lua de Mel

Curiosamente a tradição de se fazer a lua de mel tem várias origens que se juntaram e culminaram no que hoje significa a lua de mel: os noivos escapam para um lugar paradisíaco a fim de estarem juntos e desfrutar de momentos únicos antes de retomarem as suas vidas normais. Em algumas tribos era comum pingar gotas de mel na porta de entrada da casa dos noivos para adoçar a sua vida. Em outras tribos dava-se a beber aos noivos uma bebida adoçada com mel. Destas tradições surgiu o nome.

Sair para um lugar diferente durante uns dias vem de outra tradição. Antigamente o noivo resgatava a noiva durante uma lua (os 28 dias do ciclo) para um lugar distante a fim de que esta não pudesse chamar pela família. Ainda bem que este costume um pouco grosso evoluiu para viagens paradisíacas.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone